As naves chamadas Discovery

Conheça a Discovery da vida real Fevereiro chegou ao fim e hoje irá ao ar, pela CBS, o sétimo episódio da segunda temporada de Star Trek Discovery (NCC 1031), ou seja, chegamos na metade da temporada. Por isso decidimos dar uma olhadinha nas naves espaciais de nome Discovery, da ficção e da vida real. Na ficção, temos o filme “2001: Uma Odisséia no Espaço“, de 1968, produzido e dirigido por Stanley Kubrick, cujo roteiro escreveu em parceria de Arthur C. Clarke , renomado autor de ficção científica. O filme é baseado no conto A Sentinela, de Clarke.A nave em 2001 é a Discovery One, controlada pelo supercomputador HAL 9000.Algumas fontes afirmam que o nome HAL deriva de IBM. De fato, cada letra de HAL é exatamente uma anterior, alfabeticamente, às letras de IBM. Nas piadas da época afirmaram que HAL deu defeito pois não chega a ser um IBM. Aqui na… Continue lendo

Filmes de Ficção Científica inspiram a Nasa

Cartaz da Expedition 16, o primeiro com visual que lembra clássicos da ficção científica SÃO PAULO – Inspirada em sucessos da TV e dos cinemas, a Agência Espacial Americana decidiu repaginar seus pôsteres oficiais de missões.  Até pouco tempo, a equipe de designers da NASA fazia cartazes de divulgação de suas missões bem mais burocráticos – mas tudo mudou em 2007.  A “expedição 16”, lançada em outubro de 2007 para levar três astronautas à Estação Espacial Internacional, teve seu pôster inspirado no sucesso Matrix.  Agora, quem quiser baixar ou comprar as fotos de astronautas encontrará como regra as montagens produzidas para lembrar clássicos da ficção científica.  Confira abaixo algumas das novidades:   STS 131- O clássico Armageddon, com Bruce Willis, inspira astronautas nessa pose heróica. Expedition 22: Esta não é a primeira homenagem à saga Star Trek. Uma nave teste já foi lançada na década de 70 com o nome… Continue lendo

Nasa faz ‘liquidação’ de ônibus espaciais

Sáb, 20 Dez, 02h14 WASHINGTON (AFP) – A Nasa colocou a venda nesta sexta-feira os ônibus espaciais Endeavour, Atlantis e Discovery, e pretende se livrar dos três até setembro de 2010, após 30 anos de serviços. Pela ‘bagatela’ de 42 milhões de dólares, com transporte aéreo incluído, o comprador poderá ter um ônibus espacial, mas é bom não perder tempo, porque o Museu Nacional do Ar e do Espaço, em Washington, já encomendou uma unidade. Antes de entregar os ônibus espaciais, a Nasa vai limpar e descontaminar as naves. Um ônibus espacial é a máquina voadora mais complexa que existe, e o primeiro e único veículo orbital que consegue voltar e pousar na Terra como um avião, para ser reutilizado em inúmeras missões. O comprador não precisará pagar os 6 milhões de dólares com o transporte aéreo da nave, que é carregada sobre um Boeing 747, mas o transporte terrestre… Continue lendo