Arquivo da tag: ficção

Patrulha Estelar 40 anos

patrulha estelarNeste mês de Outubro é comemorado os 40 anos de lançamento da série Patrulha Estelar
Uchu Senkan Yamato – Star Blazers – Space Cruiser Yamato – Space Battleship Yamato – Força Astral… Estes e outros títulos do qual este anime é conhecido nas transmissões em diversos países, fizeram que surgissem milhares de fãs da série pelo planeta.
Aqui no Brasil, estará ocorrendo um evento comemorativo dos 40 anos da primeira transmissão da série no Japão.  Convidamos a todos a prestigiarem o evento. Venham ver as exibições, documentários, itens de colecionadores (tragam também os seus), e fazer novos amigos…
O evento é gratuito e situado num local de fácil acesso.
Pedimos a todos que divulguem o evento nas suas redes sociais, em blogs e sites, e também solicitem que outros também divulguem o evento.
Utilizem os dois links a seguir para informações, perguntas e divulgações.
Esperamos vocês lá!

 

Patrulha Estelar / Yamato – http://patrulhaestelarbr.blogspot.com.br/

 

40 Anos da Patrulha Estelar – Divulgação de evento no Facebook – http://zip.net/blpQy6

Festival Cinema de Culto | Edição: SCI-FI

Cinema

Dentre os destaques, está a série Star Trek, que será exibida em película e com a dublagem original.

Quem vier vestido com a roupa dos personagens entrará de graça! Confira a programação:

23 de julho, terça
16h30 
Exterminador do futuro (dir. James Cameron, 1984, 107 min, ficção, cor, 14 anos)
18h30
ET – O extraterrestre (dir. Steven Spielberg, 1982, 115 min, EUA, ficção, cor, livre)
20h30
O vingador do futuro (dir. Paul Verhoeven, 1980, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
24 de julho, quarta
16h30
Barbarella (dir. Roger Vadim, 1968, 98 min, França/Itália, ficção, cor, 14 anos)
18h30
O vingador do futuro (dir. Paul Verhoeven, 1980, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
20h30 
Akira (dir. Katsuhiro Ôtomo, 1988, 124 min, Japão, animação, cor, 14 anos)
25 de julho, quinta
16h30
De Volta para o Futuro

De Volta para o Futuro

De volta para o futuro I (dir. Robert Zemeckis, 1985, 116 min, EUA, ficção, cor, livre)

18h30 
De volta para o futuro II (dir. Robert Zemeckis, 1989, 108 min, EUA, ficção, cor, livre)
20h30
De volta para o futuro III (dir. Robert Zemeckis, 1990, 118 min, EUA, ficção, cor, livre)
26 de julho, sexta
14h30
O Planeta dos Macacos (dir. Franklin J. Schaffner, 1968, 112 min, EUA, ficção, cor, 16 anos)
16h30
De volta ao Planeta dos Macacos (dir. Ted Post, 1970, 94 min, EUA, ficção, cor, livre)
18h30
Fuga do Planeta dos Macacos (dir. Don Taylor, 1971, 98 min, EUA, ficção, cor, 12 livre)
20h30
A conquista do Planeta dos Macacos (dir. J. Lee Thompson, 1972, 88 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
22h30 
Batalha pelo Planeta dos Macacos (dir. J. Lee Thompson, 1973, 93 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
Alien

Alien

00h30

Alien, o oitavo passageiro (dir. Ridley Scott, 1979, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
2h30
Aliens, o resgate (dir. James Cameron, 1986, 137 min, EUA e Reino Unido, ficção, cor, 14 anos)
4h30 
Alien III (dir. David Fincher, 1992, EUA, 114 min, ficção, cor, 16 anos)
27 de julho, sábado
14h30 
Star Trek – Seriado (dir. Gene Roddenberry, Gene Coon, John Meredyth Lucas, Fred Freiberg, 1966, EUA, ficção, cor, 12 anos)
16h30
Star Wars: Episódio I — A ameaça fantasma (dir. George Lucas, 1999, 136 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
Star Wars

Star Wars

18h45 

Star Wars: Episódio II — Ataque dos clones (dir. George Lucas, 2002, 142 min, EUA, ficção, cor, 10 anos)
21h
Star Wars: Episódio III — A vingança dos Sith (dir. George Lucas, 2005, 140 min, EUA, ficção, cor, 10 anos)
23h
Star Wars: Episódio IV — A guerra das estrelas (dir. George Lucas, 1977, 121 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
1h
Star Wars: Episódio V — O império contra-ataca (dir. Irvin Kershner, 1980, 124 min, EUA, ficção, cor, livre)
3h
Star Wars: Episódio VI — O Regresso de Jedi (dir. Richard Marquand, 1983, 134 min, EUA, ficção, cor, livre)
28 de julho, domingo
13h
Metrópolis (dir. Fritz Lang, 1927, 153 min, Alemanha, ficção, pb, livre)
15h30
Star Trek – Seriado (dir. Gene Roddenberry, Gene Coon, John Meredyth Lucas, Fred Freiberg, 1966, EUA, ficção, cor, 12 anos)
17h
ET – O extraterrestre (dir. Steven Spielberg, 1982, 115 min, EUA, ficção, cor, livre)
Blade Runner

Blade Runner

19h
Blade Runner (dir. Ridley Scott, 1982, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
21h
O vingador do futuro (dir. Paul Verhoeven, 1980, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
ATIVIDADE EXTRA: DEBATE
27/07 (sábado) – 15:30
“Como Star Wars e Star Trek reinventaram a ficção científica”
Embora sempre popular, a ficção científica era um nicho restrito a iniciados e a geeks, mas a partir do lançamento da série Jornada nas Estrelas e, dez anos depois, dos filmes Guerra nas Estrelas, este cenário começou a mudar – o cinema passou a dar mais destaque para o gênero, que conquista cada vez mais fãs e hoje é um dos principais filões da indústria do entretenimento.
Mediação: Alexandre Matias (diretor de redação da revista Galileu)
Participação: Luiz Alberto Nogueira (diretor de redação da revista Monet) e Ramon Vitral (repórter do Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo)
Ingresso gratuito: retirar com 1h de antecedência na recepção

Os ingressos estarão à venda com 1h de antecedência na recepção do MIS. Não se esqueça: quem vier trajado como os personagens entra de graça!

http://www.mis-sp.org.br/icox/icox.php?mdl=mis&op=programacao_interna&id_event=1324

Enciclonérdia

Caros,

Temos o prazer de convidar vocês para o lançamento e tarde de autógrafos de nosso livro "Enciclonérdia - Almanaque 
de Cultura Nerd", editado pela Panda Books.

Trata-se de um compêndio bem-humorado, o UM livro para a todos os Nerds reunir... Afinal, Nerdice é Cultura e, como
todos sabem, os Nerds herdarão a Terra!

Será dia 06 de agosto, sábado, a partir das 16h na Livraria Saraiva do Shopping Paulista, onde a Avenida Paulista 
encontra a Rua 13 de Maio...   no coração Nerd de São Paulo. 

Ficaremos honrados com sua presença!

Rosana Rios e Luís Flávio Fernandes

-- 
Quer conhecer um mundo fantástico?
Visite meus blogs:
rosana-rios.blogspot.com
rosanariosliterature.blogspot.com
E meu site: www.segredodaspedras.com
Twitter: @rosanashelob - Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/183955
Agradeço a Rosana Rios pelo repasse

Conto: Sonhe Sempre Comigo – final

por Adriano Siqueira

15h20min. – No hospital, onde a vítima esta internada.

O quarto se acha vigiado por agentes da CIA e da polícia local, deixando-me, apenas, a possibilidade de entrar pela janela, algo relativamente fácil. Estou ali para matar um inocente em coma. Não era bem o que eu queria, na minha ficha de espião. Mas era minha missão. O homem estava praticamente amarrado, com tantos aparelhos em sua volta. Era gordo e careca. Jamais chegou a ter uma vida parecida com a minha. Olhei-o bem perto e o chamei de pobre coitado.

Jéssica abre a porta do armário e aponta a uma arma para a minha cabeça.

– Largue a arma, Jonas.

Joguei a arma no chão e disse-lhe:

– Jéssica, não se meta.

– Papo furado, Jonas. Você é quem não deve se meter. Isso poderá acabar com o nosso mundo. Não entende? Se você matá-lo, jamais nos veremos de novo. Você morre, eu morro, e nada mais será o mesmo.

– Mas de que diabo está falando?

Ela chega perto do caminhoneiro, apontando a arma pra mim.

– Ele é mais do que parece. Ele é escritor, gosta de contar histórias para as pessoas. Ele não é casado, mas é graças a esta solidão, que se dedica a fazer boas histórias.

– Como o conhece tão bem?

– Estou falando disso.

Ela aperta a agulha do soro que está no braço do caminhoneiro, e eu sinto tudo. Sinto uma dor no braço tão grande, que caio no chão.

– Pare com isso. Pare, seja lá o que estiver fazendo.

– Você entende o que estou falando? Sentiu a verdade.

– O caminhão, o cachorro na estrada. Droga. não consegui controlar o caminhão. Mas do que estou falando? Não… não. Não quero acreditar. Eu sou bonito agora, sou o maior espião do mundo… sou…

– Um sonho. – disse Jéssica me abraçando. – Todos somos. Criados por este homem, que você diz ser um pobre coitado, entende? Se você matá-lo, estará matando a todos nós, pois estamos dentro dele, dentro de seus pensamentos, seus sonhos. Você precisa voltar, voltar do coma. Acordar. Só assim, nosso mundo vai continuar existindo.

Olhei para meu corpo e vi que já não era mais Jonas Krane; estava com a mesma forma do corpo em coma.

– Veja… veja como eu sou. Você gosta do que vê?

– Eu te amo Jonas, pois sei como você é por dentro. Sei como pensa. É graças a você, que existo.

Eu me aproximo do corpo deitado e, antes de voltar do coma, olho para Jéssica. Ela sorri e diz:

– Estarei sempre com você. Nunca deixe de sonhar comigo.

18h00min – O jornal informa.
– O caminhoneiro que perdeu o controle do caminhão, por causa de um cachorrinho na estrada, sai do coma, depois de 15 dias. Em entrevista exclusiva, diz que irá fazer um livro, contando tudo sobre sua última missão.

mais sobre o autor

Conto: Sonhe sempre comigo – segunda parte

Por Adriano Siqueira

Segunda parte

11h30min. – No Serviço Secreto.
Meu chefe, como sempre, não olhava para minha cara. Apenas para a papelada na mesa. Sentei e esperei que falasse comigo. Ele me entregou uma pasta para a próxima missão. Olho o documento e vejo a foto de um caminhoneiro.

– Isso mesmo, Jonas, este é o alvo. O caminhoneiro tem a chave para a destruição deste mundo, e você deve eliminá-lo.

– Mas senhor, ele é só um caminhoneiro…

O chefe se levantou e bateu na mesa.

– Não discuta minhas ordens. Este caminhoneiro foi quem você viu ontem, desgovernado na estrada. Ele está vivo e em coma, viu tudo que fizemos. A perseguição do carro da CIA com o nosso. Certamente, ele sabe as placas dos carros, e irá nos reconhecer. Você sabe que não precisamos de uma terceira guerra, principalmente EUA X Inglaterra. Sem falar na vida de um inocente, que colocamos em perigo. O que o governo do nosso país diria? Seu dever, como melhor espião do Serviço, é aceitar esta missão e nada mais, sem comentários, sem direito às explicações. É assim que é.

Eu pego os papéis e carrego comigo, em direção a porta, mas ele ainda fala mais.

– Mais uma coisa, Jonas. Qual é sua relação com a Srta. Jéssica Star?

– É um interrogatório, Senhor?

– Apenas uma pergunta.

– Se é assim, aceito a missão, sem comentários.

Saio da sala batendo a porta, com toda a força, e fico escutando meu chefe gritando como louco, na sala.