Arquivo da categoria: ridley scott

Festival Cinema de Culto | Edição: SCI-FI

Cinema

Dentre os destaques, está a série Star Trek, que será exibida em película e com a dublagem original.

Quem vier vestido com a roupa dos personagens entrará de graça! Confira a programação:

23 de julho, terça
16h30 
Exterminador do futuro (dir. James Cameron, 1984, 107 min, ficção, cor, 14 anos)
18h30
ET – O extraterrestre (dir. Steven Spielberg, 1982, 115 min, EUA, ficção, cor, livre)
20h30
O vingador do futuro (dir. Paul Verhoeven, 1980, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
24 de julho, quarta
16h30
Barbarella (dir. Roger Vadim, 1968, 98 min, França/Itália, ficção, cor, 14 anos)
18h30
O vingador do futuro (dir. Paul Verhoeven, 1980, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
20h30 
Akira (dir. Katsuhiro Ôtomo, 1988, 124 min, Japão, animação, cor, 14 anos)
25 de julho, quinta
16h30
De Volta para o Futuro

De Volta para o Futuro

De volta para o futuro I (dir. Robert Zemeckis, 1985, 116 min, EUA, ficção, cor, livre)

18h30 
De volta para o futuro II (dir. Robert Zemeckis, 1989, 108 min, EUA, ficção, cor, livre)
20h30
De volta para o futuro III (dir. Robert Zemeckis, 1990, 118 min, EUA, ficção, cor, livre)
26 de julho, sexta
14h30
O Planeta dos Macacos (dir. Franklin J. Schaffner, 1968, 112 min, EUA, ficção, cor, 16 anos)
16h30
De volta ao Planeta dos Macacos (dir. Ted Post, 1970, 94 min, EUA, ficção, cor, livre)
18h30
Fuga do Planeta dos Macacos (dir. Don Taylor, 1971, 98 min, EUA, ficção, cor, 12 livre)
20h30
A conquista do Planeta dos Macacos (dir. J. Lee Thompson, 1972, 88 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
22h30 
Batalha pelo Planeta dos Macacos (dir. J. Lee Thompson, 1973, 93 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
Alien

Alien

00h30

Alien, o oitavo passageiro (dir. Ridley Scott, 1979, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
2h30
Aliens, o resgate (dir. James Cameron, 1986, 137 min, EUA e Reino Unido, ficção, cor, 14 anos)
4h30 
Alien III (dir. David Fincher, 1992, EUA, 114 min, ficção, cor, 16 anos)
27 de julho, sábado
14h30 
Star Trek – Seriado (dir. Gene Roddenberry, Gene Coon, John Meredyth Lucas, Fred Freiberg, 1966, EUA, ficção, cor, 12 anos)
16h30
Star Wars: Episódio I — A ameaça fantasma (dir. George Lucas, 1999, 136 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
Star Wars

Star Wars

18h45 

Star Wars: Episódio II — Ataque dos clones (dir. George Lucas, 2002, 142 min, EUA, ficção, cor, 10 anos)
21h
Star Wars: Episódio III — A vingança dos Sith (dir. George Lucas, 2005, 140 min, EUA, ficção, cor, 10 anos)
23h
Star Wars: Episódio IV — A guerra das estrelas (dir. George Lucas, 1977, 121 min, EUA, ficção, cor, 12 anos)
1h
Star Wars: Episódio V — O império contra-ataca (dir. Irvin Kershner, 1980, 124 min, EUA, ficção, cor, livre)
3h
Star Wars: Episódio VI — O Regresso de Jedi (dir. Richard Marquand, 1983, 134 min, EUA, ficção, cor, livre)
28 de julho, domingo
13h
Metrópolis (dir. Fritz Lang, 1927, 153 min, Alemanha, ficção, pb, livre)
15h30
Star Trek – Seriado (dir. Gene Roddenberry, Gene Coon, John Meredyth Lucas, Fred Freiberg, 1966, EUA, ficção, cor, 12 anos)
17h
ET – O extraterrestre (dir. Steven Spielberg, 1982, 115 min, EUA, ficção, cor, livre)
Blade Runner

Blade Runner

19h
Blade Runner (dir. Ridley Scott, 1982, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
21h
O vingador do futuro (dir. Paul Verhoeven, 1980, 117 min, EUA, ficção, cor, 14 anos)
ATIVIDADE EXTRA: DEBATE
27/07 (sábado) – 15:30
“Como Star Wars e Star Trek reinventaram a ficção científica”
Embora sempre popular, a ficção científica era um nicho restrito a iniciados e a geeks, mas a partir do lançamento da série Jornada nas Estrelas e, dez anos depois, dos filmes Guerra nas Estrelas, este cenário começou a mudar – o cinema passou a dar mais destaque para o gênero, que conquista cada vez mais fãs e hoje é um dos principais filões da indústria do entretenimento.
Mediação: Alexandre Matias (diretor de redação da revista Galileu)
Participação: Luiz Alberto Nogueira (diretor de redação da revista Monet) e Ramon Vitral (repórter do Caderno 2 do jornal O Estado de São Paulo)
Ingresso gratuito: retirar com 1h de antecedência na recepção

Os ingressos estarão à venda com 1h de antecedência na recepção do MIS. Não se esqueça: quem vier trajado como os personagens entra de graça!

http://www.mis-sp.org.br/icox/icox.php?mdl=mis&op=programacao_interna&id_event=1324

Há dez anos

Há exatamente 10 anos nascia o SciFiBrasil. Em 10/8/2001 foi enviada a primeira mensagem do que viria a ser o SciFiBrasil, em aquivo no YahooGrupos http://br.groups.yahoo.com/group/scifibrasil/message/1

Abaixo a transcrição da Apresentação do boletim:

Apresentação
O UFictionReport nasceu de uma só idéia, aproximar amantes da ufologia aos adoradores de ficção científica.
Como existem muitos eventos ufológicos e encontros de clubes de ficção científica, porque não torná-los ainda mais prestigiados?
Bem, pretendo aproximar estas comunidades, divulgando os eventos e os encontros que acontecem pelo Brasil. Espero conseguir mantê-lo informado de todos os eventos ufológicos e de ficção. Um abraço,
Carol “§”
*****

De 2001 a 2011 o número de eventos aumentou significantemente, não só em quantidade mas também em quantidade.

Quero agradecer aos amigos e leitores que me ajudaram nesta jornada. O SciFi Brasil é feito de fãs para fãs.

Ridley Scott vai dirigir filme de “Admirável Mundo Novo”

ridley-scott

Ridley Scott (Rede de Mentiras) irá produzir e dirigir a adaptação do livro Admirável Mundo Novo (Brave New World, em inglês), de  Aldous Huxley, para o cinema.

O diretor fechou com a Universal, assim como a Appian Way, de Leonardo DiCaprio, que também fará parte da produção do projeto. Farhad Safinia (Apocalypto) foi contratado para escrever o roteiro.

O clássico de 1932 apresenta um futuro hipotético em que as emoções são reprimidas por drogas e as pessoas são pré-condicionadas a viver em completa harmonia numa sociedade de castas. DiCaprio está cotado para interpretar Bernard Marx, o protagonista da história.

No momento, Scott está trabalhando no longa Robin Hood.

 

Revista Monet

***
Lembrando que existe uma versão para a televisão de 1998, com o nosso querido Leonard Nimoy