Arquivo da categoria: james cameron

CINECLUBE SCI-FI: “O EXTERMINADOR DO FUTURO”

sci-ficineclube2O Conselho Jedi Rio de Janeiro e Fundação Planetário trazem no sábado, 20 de julho, “O Exterminador do Futuro” (The Terminator). Um robô assassino volta de um futuro pós-apocalíptico para matar uma garçonete, cujo filho crescerá e levará a humanidade a uma guerra contra as máquinas.

Às 18h a Cúpula Carl Sagan estará pronta para receber ao público, com projeção em blu-ray e som original deste clássico da ficção científica. Logo após, teremos a oportunidade de ouvir e conversar com os palestrantes convidados da noite, Alexandre Cherman e Daniel Pinna.

Alexandre Cherman é graduado em Astronomia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, doutor em Física pelo Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (2012). Atualmente é Gerente de Astronomia da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro. Possui seis livros publicados.

Daniel Pinna é designer e animador, professor e pesquisador. Mestre em Design (PUC-Rio), professor de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense. Curador e membro de júri de mostras de Cinema de Animação Brasileiro. Foi editor geral da revista acadêmica Interstícios sobre arte sequencial e diretor de arte de revistas e agências de publicidade no Rio de Janeiro.

A entrada é gratuita. Contamos com a contribuição dos espectadores na doação de um item de higiene  (sabonete, ou sabão em pó, ou guardanapo) ou alimento não perecível (leite em pó, ou achocolatado, ou biscoito) para entrega a entidades que apoiam crianças carentes.

A temperatura média no local de exibição é de 19ºC.

Visite o Espaço Jedi com itens nerd e de cinema próximo à entrada da cúpula.

Veja os detalhes:

O Exterminador do Futuro (The Terminator(1984) [107 min]

Classificação etária: 14 anos

Sábado, 20 de julho de 2013, das 18 às 22h

Direção: James Cameron

Elenco: Arnold SchwarzeneggerMichael BiehnLinda Hamilton

Local: Planetário do Rio – Cúpula Carl Sagan.

Endereço: Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100 – Gávea.
Telefone2274-0046

Informaçõeswww.planetariodorio.com.br – www.jedirio.com.br – https://www.facebook.com/events/591858724177860/

Ingresso e contribuição social: itens de higiene (sabonete, sabão em pó ou guardanapo) ou alimento não perecível (leite em pó, achocolatado ou biscoito), com senhas gratuitas distribuídas somente no local e dia do evento.

Senhas: na bilheteria, a partir das 17h.
Acesso ao Museu do Universo: a partir das 17h.
Entrada na Cúpula: às 17:50h.

Capacidade: lotação máxima controlada para 240 pessoas.

Lugares: assentos livres, por ordem de chegada em fila.

Há dez anos

Há exatamente 10 anos nascia o SciFiBrasil. Em 10/8/2001 foi enviada a primeira mensagem do que viria a ser o SciFiBrasil, em aquivo no YahooGrupos http://br.groups.yahoo.com/group/scifibrasil/message/1

Abaixo a transcrição da Apresentação do boletim:

Apresentação
O UFictionReport nasceu de uma só idéia, aproximar amantes da ufologia aos adoradores de ficção científica.
Como existem muitos eventos ufológicos e encontros de clubes de ficção científica, porque não torná-los ainda mais prestigiados?
Bem, pretendo aproximar estas comunidades, divulgando os eventos e os encontros que acontecem pelo Brasil. Espero conseguir mantê-lo informado de todos os eventos ufológicos e de ficção. Um abraço,
Carol “§”
*****

De 2001 a 2011 o número de eventos aumentou significantemente, não só em quantidade mas também em quantidade.

Quero agradecer aos amigos e leitores que me ajudaram nesta jornada. O SciFi Brasil é feito de fãs para fãs.

Melhores Relançamentos do Cinema

Revista Time elege 10 melhores relançamentos do cinema
seg , 30/8/2010  edgonline

A versão de “Avatar” com nove minutos inéditos chegou aos cinemas americanos neste fim de semana. Para pôr a experiência em perspectiva, a revista Time publicou em seu site uma lista com os 10 melhores relançamentos da história do cinema.

Veja o ranking:

1. A trilogia “Star Wars”Para o portal, a sequência de filmes “merece estar no topo de qualquer lista de relançamentos apenas pelo fato de George Lucas [roteirista e criador da série] parecer nunca parar de relançá-la”. Em 1981, um ano depois de “Star Wars Episódio V: O Império Contra-Ataca”, a franquia voltou às telonas. Em 1997, todos os três primeiros filmes foram digitalmente remasterizados e relançados para comemorar o aniversário de 20 anos do primeiro lançamento. Depois, em 2004, novamente a trilogia voltou, mas em DVD. Em todos esses casos, Lucas fez pequenas alterações para aperfeiçoar o efeito de continuidade entre um longa-metragem e outro. E ele ainda declarou que quer trazê-los de volta, em 3-D…

2. “Blade Runner, o Caçador de Androides” A versão original, de 1982, tinha uma voz narradora e final feliz, segundo o site, devido à pressão de empresários, que temiam um fracasso de público. Dez anos depois, o diretor, Ridley Scott, relançou a ficção científica, agora sem narração e com um desfecho que alterou totalmente a trama por trás do protagonista. Em 2007, “Blade Runner: The Final Cut” trouxe o que parece ser a  versão definitiva da história.

3. “Metrópolis” Graças ao desastre nas bilheterias, em 1927, cerca de uma hora do longa-metragem original se perdeu para sempre. Mas, depois de encontrarem parte desses trechos na Argentina em 2008, o filme mudo praticamente completo foi exibido este ano na Alemanha. Esta versão é considerada melhor que a relançada em 1984 — que continha, como trilha sonora de acompanhamento, artistas do começo daquela década…

4. “Apocalipse Now Redux”As versões de 1979 (original, chamada apenas “Apocalipse Now”) e 2001 (reeditada) simplesmente parecem ser de dois filmes distintos, segundo a página da Time na internet. Francis Ford Coppola gastou tanto tempo e dinheiro para fazer “o filme de guerra mais insano de todos os tempos”,  que sobrou “um monte” de horas de extras. De acordo com o portal, utilizá-las acabou alterando praticamente toda a história.

5. “Contatos Imediatos de Terceiro Grau” O clássico de 1977 foi relançado em 1980 sob a condição de “Edição Especial” e mostrava o interior da Nave-Mãe dos alienígenas. Não poderia ter sido pior: “algumas coisas são melhores quando deixadas para a imaginação”, afirma o site. Steven Spielberg teria se arrependido tanto de exibir o lado de dentro da condução intergaláctica que, em 1998, corrigiu o “erro” na “Edição de Colecionador”.

6. “O Mágico de Oz”Segundo a Time, muitos americanos que assistiram ao filme de 1939 na televisão, tanto em 1949 quanto em 1955, juram que ele tem cenas em preto-e-branco. Na verdade, os momentos em que Dorothy está acordada estão em sépia, e a TV dos EUA passou décadas sem reproduzir esse efeito. Isso só foi resolvido na edição em VHS comemorativa pelo 50º aniversário do musical. Já outra nova versão, de 1998, chegou aos cinemas também com trilha sonora digitalizada.

7. A saga “Toy Story” — Por ser tão recente, a história dos brinquedos fala por si. Veio em 1995 como primeiro longa-metragem da Pixar, reconquistou o público com uma sequência em 1999 e, este ano, tornou-se sucesso de bilheteria com “Toy Story 3”. Este ainda embarcou na febre hollywoodiana do 3-D e revigorou a história, na opinião do portal da Time, quando os responsáveis pela franquia relançaram os dois primeiros filmes  com a tecnologia de terceira dimensão.

8. “Avatar” — “Por que, por que, por que o filme com a melhor bilheteria de todos os tempos (US$ 2,4 bilhões no mundo todo) precisa ser relançado?“, pergunta-se a Time. A nova versão com nove minutos extras teria arrecadado “apenas” US$ 4 milhões no seu fim de semana de estreia. E a equipe do site não perdoa: “Ao contrário de muitos outros filmes nesta lista, que passaram décadas entre reapresentações, ‘Avatar’ parece ter esgotado a paciência da audiência”.

9. “E.T., o Extraterrestre” — O relançamento pelo aniversário de 20 anos do filme, em 2002, desagradou um pouco por trocar digitalmente as armas dos agentes federais por walkie-talkies (numa possível tentativa de tornar a obra mais próxima das crianças do século 21). “Agora, tudo que Steven Spielberg tem que fazer é substituir a cena em que o garoto fica telepaticamente bêbado de cerveja e ele [o filme] vai ser relançado”, afirma o portal.

10. “Bambi” — É “Bambi”, mas poderia ser qualquer outro clássico da Disney, avisa o site. “Porque muitos deles têm sido relançados várias vezes; primeiro, nos cinemas; em seguida, em VHS e DVD. Bambi foi relançado nos cinemas americanos em 1947, 1957, 1966, 1982 e 1988”. Trata-se de um padrão mais ou menos seguido por outras animações do estúdio.

E você? Sentiu falta de algum filme na lista?

Revista Monet

******

Acho que faltou mencionar a Trilogia Senhor dos Anéis estendida.

Lançamento de Avatar em DVD e Blu-Ray

11/04/2010 – 20h27

James Cameron e Sigourney Weaver lançam “Avatar” em Blu-ray e DVD em São Paulo

ALESSANDRO GIANNINI
Editor de UOL Cinema

A atriz Sigourney Weaver e o diretor James Cameron chegam a entrevista coletiva em São Paulo para o lançamento de “Avatar” em Blu-ray e DVD

James Cameron, Sigourney Weaver, o ator Joel David More e o produtor Jon Landau chegaram neste domingo (11) em São Paulo para promover o lançamento de “Avatar” nos formatos DVD e Blu-ray no Brasil. Depois de participar de uma cerimônia onde plantaram uma muda de pau-brasil no Parque do Ibirapuera, parte de uma campanha promovida pela Fox para o replantio de um milhão de mudas em vários países, eles seguiram para o Grand Hyatt, próximo à Rede Globo, para conceder entrevista coletiva, receber a equipe de filmagem do documentário “Tudo Por Amor Ao Cinema”, de Aurélio Michiles, e possivelmente se encontrar com a pré-candidata do PV à presidência da República Marina Silva.

Primeiro, Landau, Cameron e os atores fizeram uma longa apresentação da versão para entretenimento caseiro de “Avatar”, que chegará ao mercado brasileiro no próximo dia 22, Dia da Terra e do Descobrimento do Brasil. Foram exibidas cinco cenas da versão do filme em Blu-ray, que como a versão em DVD trará apenas o filme no disco. Segundo Landau, “para manter a melhor qualidade de imagem possível”. Cameron foi mais técnico: “A fim de obter a maior taxa de transferência [o termo técnico em inglês é bit rate] e a melhor qualidade de som, imagem e cores, resolvemos deixar de fora todos os extras neste primeiro momento”.

O lançamento do filme em Blu-ray e DVD é só a primeira etapa de um plano muito maior. Segundo Cameron, em novembro, o filme será lançado também em uma caixa com quatro discos, vários extras sobre os bastidores de filmagens e possivelmente um documentário com a viagem da comitiva para o Brasil. Em outra oportunidade, mais adiante, a ideia é lançar o filme em uma versão caseira em 3D. “Nesse caso, temos que esperar que a tecnologia tenha chegado ao consumo caseiro e o número de consumidores justifique esse lançamento”, disse Cameron.

Cameron, que esteve no Brasil há cerca de duas semanas para participar de um Fórum Internacional de Sustentabilidade da Amazônia, em Manaus, ficou impressionado com a floresta amazônica e a semelhança com a floresta fictícia de Pandora. Ele disse que planeja fazer imagens aéreas da Amazônia e de alguns locais da floresta para incluí-las na sequência do filme, ainda em planejamento. “Não será nada muito grande, mas pretendo incluir algumas imagens dessa área riquíssima”, disse ele. “Vamos mandar uma pequena equipe para fazer isso.”

A comitiva, que incluiu a mulher de Cameron, a atriz Suzy Amis, falou também sobre a experiência de filmar em 3D, o processo de captura de interpretação e a tendência dos filmes em terceira dimensão em Hollywood. Cameron está ciente de que o sucesso de “Avatar” levou muitos estúdios a correrem atrás de converter filmes já rodados para o formato. “Fiquei sabendo por exemplo da experiência de ‘Fúria de Titãs’, filme que eu não vi, mas que foi convertido posteriormente para 3D”, disse ele. “Acho que se os estúdios querem fazer isso da forma correta, têm que gastar dinheiro e trabalhar o tempo necessário para fazer a conversão, como estamos fazendo com ‘Titanic’.”

Cameron explicou também, com a ajuda dos atores, o processo de captura de interpretação e de como as cenas eram filmadas, e no que isso ajuda no processo de realização e atuação. Segundo o cineasta, as cenas eram feitas em estúdios vazios, sem cenário, referências e com os atores vestindo macacões com pontos de referência para captura por câmeras especiais. “Lembra muito o processo do ensaio do teatro”, disse Sigourney Weaver. “Não temos que nos preocupar com marcações, se estamos na frente de alguém”, fez coro Joel David More.

O processo também agiliza as filmagens e facilita o trabalho de edição. “No processo convencional, você tem que repetir a cena várias vezes para poder cobri-la de todos os ângulos e nem sempre o ator consegue repetir a mesma interpretação”, explicou ele. “Isso facilita bastante porque o que capturamos é a interpretação e não o plano. Ou seja, depois, eu posso ir lá no computador e escolher o ângulo que eu quiser para colocar no filme.” Sigourney Weaver celebrou a conquista como “uma libertação para os atores”.

O Brasil foi o país escolhido por Cameron para a apresentação do DVD e Blu-Ray do filme, maior lançamento do mercado de entretenimento doméstico dos últimos cinco anos. Por aqui, serão disponibilizados 350 mil DVDs e 20 mil Blu-rays de “Avatar”. Segundo dados da Fox, a pré-venda dos discos de Blu-Ray já atingiu 35 mil unidades, um recorde absoluto para um formato em que as maiores vendas giram em torno de cinco mil unidades

Cinema Uol

Avatar não levou

E Guerra ao Terror foi o grande vencedor da noite, levando 6 estatuetas.

Mais uma vez a Ficção Científica ficou no “quase”. Avatar levou apenas 3 estatuetas das 9 indicações. O filme de James Cameron levou nas categorias: Direção de arte, Fotografia e Efeito especial.

Star Trek levou Oscar de melhor maquiagem.

Para ver todas as categorias, clique aqui