O Hospedeiro

O Hospedeiro (Gwoemul), de 2006, é um filme coreano escrito e dirigido por Bong Joon Ho. Como em Parasita, o Hospedeiro mistura drama, terror, ação com uma dose de humor. Nas margens do rio Han o patriarca da família Park tem um quiosque de alimentação, que é o sustento da família. Um dia, um monstro mutante surge causando pavor e destruição. Começa a saga da família Park em salvar a pequena Hyun-seo, levada pelo monstro. Com alguns encontros e desencontros, a família precisa encontrar a menina, mas antes terão de fugir das autoridades sanitárias, da polícia e do monstro. É um filme divertido e emocionante que merece ser visto. Existem algumas adições ao roteiro que o deixaram desnecessariamente longo, mas ainda é um bom filme. O Hospedeiro está na Netflix.

Filme: O Poço e o Pêndulo

O streaming também proporciona encontrar filmes como esse. O Poço e o Pêndulo (The Pit and The Pendulum) é um conto de Edgar Alan Poe, publicado pela primeira vez em 1842; narra a história de um homem julgado e condenado por inquisidores, que após sua sentença é jogado em um calabouço e submetido a tortura física e psicológica. Foi adaptado para o cinema em 1961 com Vincent Price e Barbara Steele e dirigido por Roger Corman. É somente inspirado, pois a trama é em torno de uma morte suspeita e sua investigação. Vincent Price é um viúvo atormentado pela morte da esposa. Seu cunhado vai até o castelo para saber detalhes da morte da irmã. Acontecimentos estranhos começam a ocorrer… O Poço e o Pêndulo inspirou outras produções como filmes para televisão e curtas-metragens. A versão de 1961 está disponível no canal MGM do @primevideobr

Curso no MIS: Vilãs na fantasia

Vilãs na fantasia O curso será realizado nos dias 17, 21, 24 e 28 de maio, de 2ª e 6ª feira, das 19h às 21h. As aulas acontecem online, ao vivo em tempo real e não ficam gravadas. O que torna uma mulher perigosa ou assustadora? O que está por trás da gargalhada maligna, de arrepiar os cabelos, das bruxas mais poderosas da ficção? O que não pode faltar para uma vilã imperdoável? O curso explora o que torna algumas das personagens mais sombrias da fantasia – seja no cinema ou na televisão – tão inesquecíveis. Aula 1 | O feminino e o maligno Aula 2 | Estereótipos femininos da maldade Aula 3 | Contos de fadas e a vilania Aula 4 | Vilãs na contemporaneidade Valor: R$ 120,00 Saiba mais aqui

Farscape

Imagine aparecer no meio de uma guerra, ser puxado a bordo de uma nave e encontrar seres alienígenas de diferentes raças. Foi o que aconteceu com o astronauta John Crichton. Em sua primeira missão no espaço, a bordo da nave Farscape 1, ele “cai” em uma fenda espacial e vai parar nos confins da galáxia. Farscape é uma série australiana de ficção científica criada por Rockne O´Bannon, roteirista de Alien Nation e Defiance. Jim Hanson, criador dos Muppets, produziu, foi responsável pela maquiagem e também pelos animatrônicos do seriado. Com 4 temporadas, Farscape fez bastante sucesso quando lançada, em 1999. A temporada final foi ao ar em 2003. E, em 2004 foi produzida uma mini-série com 2 episódios que finalizaram a trama, The Peacekeepers Wars. Agora, disponível no streaming, as quatro temporadas estão na Amazon Prime Video. O especial The Peacekeepers Wars está na continuação da quarta temporada.

As Aventuras de Buckaroo Banzai

O streaming é cheio de presentes para os cinéfilos de plantão. Sempre tem novidades, mas quando se trata de filmes clássicos e antigos pode ser uma grata surpresa. É o caso de As Aventuras de Buckaroo Banzai, de 1984, considerado um clássico cult. O protagonista, interpretado por Peter Weller (Robocop), tem alguns títulos como: neurocirurgião, roqueiro, piloto de provas, herói, para mencionar alguns. O filme também tem em seu elenco atores como John Lithgow, Christopher Lloyd e Jeff Goldblum. Na trama, Bokaroo Banzai e seus amigos precisam impedir uma invasão orquestrada por alienígenas que estão infiltrados no planeta Terra. Com a ajuda de alguns cientistas e os companheiros de banda, Buckaroo precisa interromper os planos dos vilões, interpretados por John Lithgow e Christopher Lloyd. Jeff Goldblum, vestido de cowboy, faz parte do time dos mocinhos. Talvez Robert Zemeckis tenha se inspirado nesse filme ao imaginar a viagem no tempo e… Continue lendo

Curso no MIS: Bruxas na cultura pop

Bruxas na cultura pop Sejam elas malvadas ou gentis, jovens ou adultas, uma coisa é certa: as bruxas povoam a imaginação ocidental há milênios e têm cada vez mais espaço na cultura pop e nas representações do feminino. Em quatro encontros, o curso irá tratar desses símbolos de magia, poder e fantasia que inspiram, encantam e aterrorizam gerações. Aula 1 | Bruxaria histórica Aula 2 | As bruxas na Idade Média Aula 3 | Caça às bruxas e suas representações Aula 4 | Bruxas contemporâneas 19, 23, 26 e 30 de abril das 19 as 21h R$120,00 Saiba mais aqui

Relampeio Workshops

  O #RelampeioFestival está oferecendo diversos workshops sobre literatura fantástica e de ficção, entre outros. Para cada inscrição paga, será disponibilizado também algumas vagas sociais. Os workshops serão realizados virtualmente nos dias 20, 21, 27 e 28 de fevereiro. Veja todos os workshops aqui. RELAMPEIO é um festival internacional literário relâmpago que reúne autorias internacionais da fantasia, ficção científica e horror em debates ao vivo transmitidos pelo YouTube! A segunda edição já esta confirmada nos dias 1 a dia 4 de abril de 2021! http://relampeio.com.br/

O #CineCiência debate o Céu da Meia-Noite

O #CineCiência, tradicional programa do MIS que apresenta a cada edição um debate com especialistas sobre filmes de variados gêneros, aborda, nesta edição, o mais recente sucesso lançado pela Netflix, O Céu da meia-noite (dir. George Clooney, 2020, EUA, Ficção científica/Drama, 122 Min, 12 anos). Participam do debate o físico Luis Carlos Menezes e o ambientalista Gilberto Natalini. A mediação é de José Luiz Goldfarb, curador do programa. O Céu da meia-noite acompanha Augustine (George Clooney), um solitário cientista no Ártico que tenta impedir que Sully (Felicity Jones) e seus colegas astronautas voltem para casa em meio a uma misteriosa catástrofe mundial. SOBRE O #MISEMCASA A campanha #MISemCASA traz conteúdos em diferentes formatos em todas as plataformas digitais do MIS. A ação acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por conta da orientação do Centro de Contingência do Covid-19 – que determinou que… Continue lendo