CineCiência e Mostra Cinema de Acervo do MIS

Esta edição discute o filme O homem que viu o infinito (The Man Who Knew Infinity, dir. Matt Brown, 2016, EUA, 108 min, 12 Anos). Às 20h estreia a Mostra Cinema de Acervo.

Clique aqui para assistir ao bate-papo ao vivo.

O público pode assistir de casa ao filme em diversas plataformas de streaming (está disponível em Netflix, Google Play, Apple TV, Microsoft e Looke) e participar com perguntas aos especialistas no dia 3.05, a partir das 17h, ao vivo, no canal do MIS no YouTube.

Coordenador do projeto e mediador:

Dr. José Luiz Goldfarb
Possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Filosofia e História da Ciência pela McGill University, Canadá (1980) e doutorado em História da Ciência pela Universidade de São Paulo (1992). Atualmente, é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, diretor da EDUC e presidente da Cátedra de Cultura Judaica da PUC-SP. É coordenador do projeto #CineCiência do Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Tem experiência na área de História, com ênfase em História das Ciências.

CineCiência MIS

Mostra Cinema de Acervo | Ficções premiadas

A mostra inédita traz, todo domingo, diretamente do Acervo MIS, uma seleção de filmes brasileiros. As produções selecionadas apresentam um panorama da produção nacional realizadas desde o final da década de 1970 até o final da década de 1990. Na edição deste domingo que tem como tema Ficções premiadas, o Cinema de Acervo apresenta uma seleção de filmes que fizeram muito sucesso no circuito dos principais festivais de cinema do país, como o Festival de Gramado, que premiou na edição de 1986 o curta Frankenstein punk; o Festival de Cinema de Brasília, cujo vencedor da edição de 1997 foi Átimo; e a 43ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que exibiu em sua 43ª edição Fora da estrada, produção que circulou por diversos outros festivais. Tanto as obras Átimo e Fora da estrada, produções ficcionais com estruturas narrativas clássicas, quanto Frankenstein punk, que traz uma maior experimentação de linguagem, refletem o contexto e discussão de sua época de produção.

Confira no canal do YouTube do MIS.

Sobre os filmes

Frankenstein punk (Dir. Eliana Fonseca e Cao Hamburger, Brasil, 1986, 11 min, livre) Frank nasce ao som de “Singing in the Rain” e, a partir daí, seu destino é caminhar em busca da felicidade, sem entender que isso o levaria a assustar as pessoas.

Átimo (Dir. Romeu di Sessa, Brasil, 1997, 30 min, 12 anos) Por motivos pessoais um casal se separa com intenções de tentar a vida na Europa. Ela vai, e ele acaba ficando cinco anos no Brasil.

Fora da estrada (Dir. Galileu Garcia Jr., Brasil, 1989, 13 min, 10 anos) Uma situação kafkaniana, na qual um garoto em viagem é detido em um posto de polícia rodoviária.

Mostra de Cinema Acervo MIS.

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Carol Suiter

Apaixonada por ficção científica, fantasia e terror. Editora do ScifiBrasil desde 2001.

Os comentários estão desativados.